CATEGORIA : Saúde
Vacinação contra Poliomielite e Sarampo começa na próxima segunda (6)

31/07/2018 às 13:43:00

A Secretaria de Saúde de Nova Serrana realizaráde 6 a 31 de agosto de 2018, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e Sarampo.

Crianças de 1 a 5 anos, incluindo as que já receberam a vacina anteriormente devem ser vacinadas. 

Em Nova Serrana, a vacinação ocorrerá em todas as Unidades Básicas de Saúde e na Policlínica. Para vacinar, os pais e os responsáveis devem apresentar a caderneta de vacinação da criança e o cartão do SUS. 

Dia D da vacinação será dia 18 de agosto em todas as unidades de saúdede 8h às 16h.

 

Campanha 

O objetivo da campanha é manter elevada a cobertura vacinalcontraapoliomieliteno município, visando evitar a reintrodução do vírus selvagem da poliomielite, bem como vacinar os menores de cinco anos de idade contra o sarampo e a rubéola, para manter o estado de eliminação dessas doenças no país.

Nesta campanha os pais e responsáveis são atores sociais importantes no processo de manutenção da eliminação dessas doenças e devem comparecer aos serviços de vacinação com suas crianças, levando a caderneta de vacinação para avaliação e registro. A poliomielite e o sarampo são doenças de notificação compulsória e o país tem compromissos internacionais para erradicar e eliminar, respectivamente, estas doenças.

Poliomielite 

No que se refere à poliomielite, esta é uma doença infectocontagiosa viral aguda, caracterizada por um qua­dro de paralisia flácida, de início súbito. Acomete em geral os membros inferiores, de forma assimétrica, tendo como principais características a flacidez muscular, com sensibilidade preservada, e a arre­flexia no segmento atingido.  A transmissão ocorre por contato direto pessoa a pessoa, pela via fecal-oral (mais frequentemente), por objetos, alimentos e água contaminados com fezes de doentes ou portadores, ou pela via oral-oral, através de gotículas de secreções da orofaringe (ao falar, tossir ou espirrar).

Sarampo 

Sarampo é uma doença infecciosa exantemática aguda, transmissível e extremamente contagiosa, podendo evoluir com complicações e óbito, particularmente em crianças desnutridas e menores de um ano de idade.  A transmissão ocorre de pessoa a pessoa, por meio de secreções respiratórias, no período de quatro a seis dias antes do aparecimento do exantema até quatro dias após.